LIBERDADE

Pensando na geração dos 1960/70, quando a questão da liberdade de expressão era defendida com unhas, dentes e sangue. E de como era nobre a luta pelos direitos humanos. Hoje, vivemos a banalidade de nossas próprias condições. Simulacros de nossas vidas banais. Em meio a tantas questões, acabo de assitir “Guerreiro”, o espetáculo da Escola […]

Por que só o teatro não pode?

Durante mais de um ano, o caso do assassinato da menina Nardoni ocupou todas, absolutamente todas as manchetes da imprensa escrita, televisiva e digital deste país. As emissoras de televisão viram suas audiências aumentarem vertiginosamente em um delirio nacional de paixões. Os jornais viram sua circulação aumentar absurdamente.. E as empresas de comunicação obtiveram excelentes […]

DA CONTEMPORANEIDADE À TRADIÇÃO

Na educação, cada vez mais, tenho a sensação de que o menos importante é o aprendizado em sequência. Na marcha cognitiva, e se pensarmos que estamos falando de aprendizes que já concluíram o Ensino Médio, o que menos importa é conhecer superficialmente alguma teoria. Sempre gosto de lembrar que um especialista do teatro grego, por […]

LUSOFONIA: CRISE E CONSTRUÇÃO

Participei, aqui na Galícia, do “III Encontro Internacional de Políticas de Intercambio no Ámbito das Artes Escénicas”, promovido pela Cena Lusófona e Centro Dramático Galego. Oito países estiveram presentes neste evento: Portugal, Espanha, Cabo Verde, Angola, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe, Moçambique e Brasil. Embora vivendo a crise que assola a Europa, Portugal e Espanha […]

ADORNO ESSENCIAL

Aspecto Social e a Filosofia da História do Feio O conteúdo latente da dimensão formal belo-feio tem um aspecto social. A aceitação do feio na arte foi anti-feudal: os camponeses foram capazes de realizar arte. As poesias de Rimbaud sobre cadáveres mutilados apresentam este rasgo com mais insistência ainda que o “Martyre” de Baudelaire. A […]

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo