Por aqui…

Acontece assim: diretamente, respondo pela vida de milhares de pessoas. Sem nenhum exagero. Com uma decisão mal tomada, posso acabar com muitos, muitos sonhos. Nos últimos tempos, acumulam-se boletos e holerites que necessitam de pagamentos, à exaustão. Sem contar que não posso fazer de conta que não estou vendo o que, também, está acontecendo na […]

Viver não basta

Para fazer esta temporada on-line de Todos os Sonhos do Mundo, tive que compreender algumas coisas. A primeira, a mais complicada, tem sido entender como eu posso caber dentro de uma live, um espaço destinado, em sua totalidade, ao humor ou à diversão. Minha peça trata de um tema bastante complicado: a depressão. Que pode, […]

Porque Apresentar Meu Solo no Instagram ou Política das Ideias e da Ação em Tempos de Guerra

“Todos os Sonhos do Mundo” é uma autoficção. Desculpem se os decepciono, mas não esperem de mim tamanha honestidade para falar abertamente sobre as minhas intimidades. O Ivam retratado na peça não sou eu. Tampouco o raciocínio que verticaliza toda a dramaturgia do espetáculo é meu. Não, eu não fui transformado por um poema, isso […]

Atentado

Eu nunca vou entender o ódio. Não é um sentimento que eu conheça. Porque eu acho que, honestamente, nunca odiei alguém ou alguma coisa. Não gosto de muitas coisas, algumas me incomodam, outras me causam desconforto e até repugnância; indignação, muitas vezes.  Mas ódio mesmo, acho que nunca senti. Acho que é o ódio que […]

Teatro dói

Não, eu nunca senti friozinho na barriga antes de entrar em cena. Muito menos prazer com os aplausos do público, ao final de cada apresentação. Nunca, juro. O que sinto é dor. No momento em que enfrento a coxia, o instante antes de entrar em cena, muitas vezes eu tenho vontade de desistir, de sair […]

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo