LUSOFONIA: CRISE E CONSTRUÇÃO

Participei, aqui na Galícia, do “III Encontro Internacional de Políticas de Intercambio no Ámbito das Artes Escénicas”, promovido pela Cena Lusófona e Centro Dramático Galego. Oito países estiveram presentes neste evento: Portugal, Espanha, Cabo Verde, Angola, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe, Moçambique e Brasil. Embora vivendo a crise que assola a Europa, Portugal e Espanha […]

ADORNO ESSENCIAL

Aspecto Social e a Filosofia da História do Feio O conteúdo latente da dimensão formal belo-feio tem um aspecto social. A aceitação do feio na arte foi anti-feudal: os camponeses foram capazes de realizar arte. As poesias de Rimbaud sobre cadáveres mutilados apresentam este rasgo com mais insistência ainda que o “Martyre” de Baudelaire. A […]

CORPO INSTRUMENTO

Já disse aqui que nossos corpos estão amortecidos, anestesiados pelo frenesi de uma sociedade que nos transforma em engrenagens consumistas. E, para nos livrarmos do devaneio narcísico da esculturação, em que o corpo é simplesmente uma imagem do eu a ser exposta – e já que também tenho falado bastante em velocidade – , trago […]

LIBERDADE NO TEATRO

Vivemos tempos amorfos. Nossos corpos estão amortecidos, anestesiados pelo frenesi de uma sociedade que nos transforma a todos em engrenagens consumistas. Nossa sociedade cultua o devaneio narcísico da esculturação (body building), em que o corpo é simplesmente uma imagem do eu a ser exposta. Num processo de trabalho, precisamos reenergizar nossos corpos, vozes e mentes. […]

O TEATRO CRÍTICO, A DESALIENAÇÃO E O TEMPO

Mais do que o espetáculo, o teatro é um agente social transformador que, ao negar o sempre-igual-da-lógica-do-lucro da Sociedade Pós-Industrial, aponta novos rumos para a convivência social. Teatro é um espaço real, vivo, atuando na dinâmica social; e suas consequências são evidentes no seu entorno. Já disse aqui que acredito no Teatro Crítico, que deve […]

MANIFESTAÇÕES TEATRAIS: PEQUENO APONTAMENTO PARA UMA POSSÍVEL REFLEXÃO

Fenômenos típicos das sociedades pós-industriais mais abastadas, o teatro feminista, o teatro homossexual (em menor escala) e o teatro de minorias raciais e sociais não se estabeleceram definitivamente no cenário teatral brasileiro. Esse fato se deve muito mais a um grande atraso da sociedade brasileira na mobilização referente à questão dos direitos humanos do que […]

O TEATRO, UMA EXPERIÊNCIA VIVA

Soluções prontas, formas estéticas prontas não devem fazer bem ao teatro. Não fabricamos espetáculos em fôrmas pré-moldadas. Devemos viver cada processo e, enquanto ele dura, abrir nossas defesas e nos entregar a novas viagens estéticas, que desvendem recantos escondidos da nossa consciência e do nosso ser. Arriscar em formas e conteúdos novos é obrigatório para […]

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo