Uma peça para encarar o nosso medo

Quando entramos em isolamento social, exatamente no final de semana de 13 de março, tudo o que sentimos foi medo. Muito medo.

2020 seria um grande ano para nós, no Satyros. Além do aniversário de 20 anos da nossa chegada à Praça Roosevelt, tínhamos uma turnê grande pela Europa e uma coprodução com o Sesc de um espetáculo novo. E, de repente, fomos vendo tudo isso se escorrer das nossas perspectivas. Trancafiados em nossas casas tudo o que não existiam eram horizontes.

Mas a gente não quis parar. Então migramos para a internet e, desde aquele triste 20 de março, continuamos a nos encontrar em telepresença.

“A Arte de Encarar o Medo”, que estreou no dia 13 de junho, marcou, então, o início de uma nova maneira de se pensar teatro nos dias de hoje. E não foi uma opção, foi a única maneira possível que encontramos para driblar este tempo tão triste. O espetáculo permaneceu em cartaz ininterruptamente, de sexta a domingo, até o dia 20 de dezembro, tendo realizado 91 apresentações.

De lá pra cá tanta coisa aconteceu! A peça ganhou duas versões internacionais – uma, entre África e Europa; e, outra, a partir de Los Angeles – que receberam o título de “The Art of Facing Fear” e, juntas com a produção brasileira, foram assistidas por um público superior a 30 mil pessoas.

Continuamos amedrontados, é fato. Mas, entendemos: em rede, somos mais leves. Viva o teatro e esse povo inquieto que nunca quis guerra com ninguém!

Ator, roteirista e cineasta. Co-fundador da Cia. Os Satyros e diretor executivo da SP Escola de Teatro.
Post criado 1292

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo