Todos os Sonhos do Mundo, um diário — Rascunho 4

No camarim, há pouco.

Minha preparação em “Todos os Sonhos do Mundo” é bastante curiosa. Chego pronto de casa, uma hora antes da peça e fico no camarim, completamente sozinho.

Quando chego no teatro o espaço já está preparado e não há muito mais o que fazer.  Já disse aqui outra vez, entre mim e o público, apenas o Dennys Leite, o operador de luz que nessa peça também tem pouquíssimo trabalho.

Em uma noite como a de hoje, quarta-feira, meio da semana, cidade em alerta por causa da tempestade que caiu no finalzinho da tarde, com fortes rajadas de vento, tudo indica que a apresentação de hoje será complicada. Quem se aventurará sair de casa com um tempo desses?

Mas já disse também que nada disso é exatamente novidade. Quando programamos a peça, há bastante tempo já, sabíamos que seria um tempo difícil. Mas eu queria, isso sim, viver essa experiência. De solidão. Já disse isso aqui outras vezes também.

O teatro é uma engrenagem artesanal, não tem como ser de outra maneira. Há muitas implicações quando se coloca uma peça em cartaz. Principalmente também quando se pensa numa temporada como essa, de quarta a domingo, em uma época do ano como essa, bastante tumultuada. Não há o que lamentar. Antes, o que temer.

Porque o teatro é uma bomba também, que quando detonada de maneira vulgar pode resultar tragédias imensuráveis. E está sempre em uma rota sem vias de retorno. Acionada precisará, antes, estar meticulosamente organizada, sem chances de manejo, depois.

Tudo isso eu soube desde sempre, então não há o que temer. As bases de sustentação foram estruturaras durante um tempo seguro. Ao salto agora, sem rede de proteção.

 

LEIA TAMBÉM:

TODOS OS SONHOS DO MUNDO, UM DIÁRIO – RASCUNHO 1
TODOS OS SONHOS DO MUNDO, UM DIÁRIO – RASCUNHO 2
TODOS OS SONHOS DO MUNDO, UM DIÁRIO – RASCUNHO 3
O QUE ANDAM FALANDO A RESPEITO DA PEÇA
CRÍTICA DE MIGUEL ARCANJO PRADO
OPINIÃO DE MARIO BAGGIO
EU FIZ UMA PEÇA PARA NÃO ENLOUQUECER

Ator, roteirista e cineasta. Co-fundador da Cia. Os Satyros e diretor executivo da SP Escola de Teatro.
Post criado 769

2 comentários em “Todos os Sonhos do Mundo, um diário — Rascunho 4

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo