NA TERRA DO ABBA, NO CARRO DA NENEH CHERRY

Báltico, Suécia

Já piso em terras suecas. Depois de cruzar o golfo da Bótnia, banhado pelo Mar Báltico, que separa a Suécia da Finlândia, finalmente, estou em Estocolmo.

Aqui, acabei encontrando um tempinho para trabalhar em plenas férias. Hoje mesmo, me reuni com o pessoal da Academia de Artes Dramáticas de Estocolmo (em sueco: Stockholms Dramatiska Högskola, conhecida pela sigla Sada): a Ulrika Malmgren, professora de interpretação, e Simon Norrthon, que é chefe do departamento da escola.  Explico: a Sada é parceira da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco, em um intercâmbio entre aprendizes e formadores. Todos estamos bem empolgados com a nova empreitada!

A estrutura da Sada é incrível! Acho que foi a melhor reunião que poderíamos ter feito com eles. Levo na babagem de volta muitos (muitos mesmo!) projetos para a nossa SP Escola de Teatro.

Assim que cheguei aqui em Estocolmo, fui recebido pela Ulrika, na casa dela, que tem um rio bem à sua frente! Ela tem até um barco particular, no qual navegamos e passamos horas agradabilíssimas. Ah, detalhe: uma das melhores amigas da Ulrika é a cantora Neneh Cherry, que nos emprestou seu carro para passearmos por Estocolmo. Imagine só, passear por aqui no carro da Neneh Cherry… Surreal!

Ontem, a Ulrika nos convidou para almoçar e, à noite, jantamos na casa do Simon.

A essa altura da minha pequena jornada, que já vai chegando ao fim, conheci Moscou, São Petersburgo, Helsinque e, agora, Estocolmo.

Na Rússia, confesso que São Petersburgo me encantou mais. A visita ao Hermitage, um museu incrível, vai ficar na memória. Só para se ter uma ideia, trata-se de um dos maiores museus de arte do mundo e sua vasta coleção, de mais de 3 milhões de peças, possui itens de praticamente todas as épocas, estilos e culturas da história russa, europeia, oriental e do norte da África. Tudo isso está distribuído em dez prédios, situados ao longo do rio Neva. Desses, o grande astro é o Palácio de Inverno, que foi a residência oficial dos czares até a queda da monarquia russa.

O museu mantém ainda um teatro, uma academia musical e projetos subsidiários em outros países. O pontapé inicial da coleção do Hermitage foi dado pela imperatriz Catarina II, em 1764, com 225 pinturas flamencas e alemãs do negociante berlinense Johann Ernest Gotzkowski.

De São Petesburgo, seguimos, via ônibus, para Helsinque. A capital da Finlândia é, ao menos no verão daqui, bastante ensolarada. E encantadoramente incrível.

Daí, de Helsinque, viemos de navio, via Mar Báltico, até Estocolmo. Foram 12 horas de pura festa. Como bebem esses escandinavos! (rs).

Um detalhe curioso é que muita gente de Helsinque, principalmente os jovens, vêm se divertir em Estocolmo nos fins de semana, principalmente no verão. E, como é de se esperar, eles embarcam no navio sedentos de aventuras! Uma diversão!

Ator, roteirista e cineasta. Co-fundador da Cia. Os Satyros e diretor executivo da SP Escola de Teatro.
Post criado 1101

3 comentários em “NA TERRA DO ABBA, NO CARRO DA NENEH CHERRY

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo