COM VOCÊS, GERALD THOMAS:

Sobre o Satyros: “Nao cabe a mim julgar o que é bom ou ruim”- Dizia a Ellen Stewart – “cabe ao publico. Então abro a porta das minhas salas”. O que eu acho fantastico no Satyros é que a ideia, a mentalidade é a mesma: a geneoridade. Podem não ter um puto, mas acabou um espetaculo, entra outro e depois outro. De Bortolotto a Gero Camilo ao mais deconhecido dos mortais, quem tem algum talento pode prova-lo la. Fazer os 20 minutos de Satyrianas em 2007 na tenda, foi muitissimo emocionante. E o Satyros viaja, assim como o La MaMa. E criou escola (just like….) Quando foi Ivam, que vcs vieram pra NY e levei vc (fumando que nem um cachorro :)) mais o Guzik pro meu bairro (Williamsburg)? que ano foi aquilo? Saudades. Vcs sim merecem todo o dinheiro e leis de incentivo porque INCENTIVAM os outros. Tenho ditto!

Ator, roteirista e cineasta. Co-fundador da Cia. Os Satyros e diretor executivo da SP Escola de Teatro.
Post criado 939

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo