O TEATRO CRÍTICO, A DESALIENAÇÃO E O TEMPO

Mais do que o espetáculo, o teatro é um agente social transformador que, ao negar o sempre-igual-da-lógica-do-lucro da Sociedade Pós-Industrial, aponta novos rumos para a convivência social. Teatro é um espaço real, vivo, atuando na dinâmica social; e suas consequências são evidentes no seu entorno. Já disse aqui que acredito no Teatro Crítico, que deve […]

MANIFESTAÇÕES TEATRAIS: PEQUENO APONTAMENTO PARA UMA POSSÍVEL REFLEXÃO

Fenômenos típicos das sociedades pós-industriais mais abastadas, o teatro feminista, o teatro homossexual (em menor escala) e o teatro de minorias raciais e sociais não se estabeleceram definitivamente no cenário teatral brasileiro. Esse fato se deve muito mais a um grande atraso da sociedade brasileira na mobilização referente à questão dos direitos humanos do que […]

O TEATRO, UMA EXPERIÊNCIA VIVA

Soluções prontas, formas estéticas prontas não devem fazer bem ao teatro. Não fabricamos espetáculos em fôrmas pré-moldadas. Devemos viver cada processo e, enquanto ele dura, abrir nossas defesas e nos entregar a novas viagens estéticas, que desvendem recantos escondidos da nossa consciência e do nosso ser. Arriscar em formas e conteúdos novos é obrigatório para […]

REFLEXÃO E PERCEPÇÃO ESTÉTICA: UM APONTAMENTO

As características específicas da sociedade brasileira, em suas desigualdades, incongruências e exclusões sociais, determinam abordagens estéticas e temas próprios, distantes de algumas das principais questões, levantadas pela pós-modernidade, de europeus ocidentais e americanos. Nesse sentido, as categorias de reflexão e percepção estética, utilizadas pela crítica teatral dos países mais avançados, são incapazes de nos ajudar […]

MEYERHOLD: ALGUNS APONTAMENTOS

Meyerhold iniciou sua carreira na companhia fundada por Stanislavski e Dantchenko, o Teatro de Arte de Moscou, onde trabalhou por quatro anos, desde sua fundação em 1898. Templo do naturalismo e do realismo psicológico, o Teatro de Arte foi a grande escola de Meyerhold, que em 1902 decide percorrer caminhos próprios, fundando com Kochévérov, outro […]

SATYRICON: ALGUMAS REFLEXÕES

De Marcelo Jacob, ator da trilogia “Satyros’ Satyricon”: Ontem, um casal entrou no “Trincha” e saiu em dois minutos. Ela dizia: “Isso não é teatro! Eles podem falar o que quiserem, eu estudei teatro e isso não é teatro”. Ah, vá! Ela acha que descobriu o Brasil. Como uma pessoa, provavelmente uns 20 e poucos […]

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo