A poesia de Leonard Cohen para iluminar novos tempos

Leonard Cohen foi um dos maiores cantores e compositores do planeta. Multifacetado, vou refazer a frase. Leonard Cohen – cantor, compositor, poeta e escritor – foi dos maiores artistas do planeta. Acho que seria mais justo assim porque o homem escreveu muita coisa. Romances, inclusive. Dois: “A brincadeira favorita” (1963) e “Belos vencidos” (1966), além […]

“Esboço”, de Rachel Cusk, é um livro extraordinário

“Esboço” é um livro extraordinário. Foi lançado no Brasil pela Editora Todavia. Publicado originalmente em 2014 pela escritora canadense, radicada no Reino Unido, Rachel Cusk, é a primeira parte de uma trilogia. Os outros dois são: “Trânsito” (2017) e “Kudos” (2018), ainda inéditos no Brasil. Soube do livro pela amiga finlandesa Sanna Ryynänenque me indicou […]

Pão de Açúcar: um livro que fala de amizade e desilusão, atravessado por uma crueldade raramente vista na literatura

“Pão de Açúcar” é o segundo livro do lisboeta Afonso Reis Cabral, lançado este ano pela portuguesa D. Quixote, e que recebeu o Prêmio José Saramago 2019. Vi uma entrevista do autor na televisão de um hotel, na semana passada em Lisboa, e quis conhecer a obra.   O livro conta a história da transexual brasileira […]

daqui, em 1976, acenei pra você

Prefácio Letícia tem apenas 25 anos e múltiplas qualidades. Em seu currículo, a direção de um longa-metragem, vários curtas, um livro de poesias, além de atuações em filmes, como roteirista, editora, montadora etc. Conheço Letícia há uns anos, quase cinco. E, curiosamente, neste primeiro encontro, já tivemos a poesia entre nós. Não sei exatamente porquê […]

“EDUCAÇÃO E EMANCIPAÇÃO”

Adorno é uma referência forte no pensamento do Satyros. Sobretudo, suas obras “Dialética do Esclarecimento” e “Teoria Estética”. Mas sábado, vasculhando as estantes da Fnac, encontrei um volume de “Educação e Emancipação” (Paz e Terra), um livro que nem sabia ter sido editado em português – eu tenho uma edição argentina da obra. Na verdade, “Educação […]

“SONHOS DE EINSTEIN”, DE ALAN LIGHTMAN: LINGUAGEM DELICIOSA E PERTURBADORAMENTE POÉTICA

Iniciei este ano com alguns problemas sérios de saúde. Foi quando eu senti medo. Muito medo. Naqueles momentos, comecei a pensar no tempo. No tempo que estaria escorrendo; no tempo que eu vivia e, em alguns casos, deixava de viver porque pensava no fim; no tempo que escorria das minhas mãos assim, como algo incontestável. […]

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo