Rosaly, nossa amada

Acompanhei mais ou menos de perto os últimos anos de nossa querida Rosaly Papadopol.
Além de se tornar cada vez mais brilhante em seu ofício – era das maiores atrizes de sua geração! –, foi se aproximando da espiritualidade de uma maneira grandiosa, que só os gigantes alcançaram.
Era doce, espirituosa, curiosa, extremamente elegante, amiga dos amigos e amiga de quem não era seu amigo também. Sempre de braços abertos e afetiva. E foi virando passarinho…
Nas últimas vezes em que nos falamos tinha uma serenidade que poucas vezes vi em toda a minha vida.

Trabalhei com ela, que fez temporadas no Satyros e que via tudo o que a gente fazia. Nossa, vai fazer tanta falta!
Ator, roteirista e cineasta. Co-fundador da Cia. Os Satyros e diretor executivo da SP Escola de Teatro.
Post criado 1191

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo