DAQUI A QUATRO ANOS

O jornal O Estado de S.Paulo me pediu um depoimento, hoje. Por conta das eleições, queriam que eu pensasse a cidade de São Paulo daqui a quatro anos. Como eu sei, de antemão, que eles retaliarão meu texto, segue o que enviei a eles:

Daqui a quatro anos, gostaria que São Paulo fosse mais solidária. Que aqui houvesse de fato mais liberdade. Não precisa ter amor, não. No processo coletivo, é respeito que espero encontrar. Por isso, gostaria que, neste futuro, nossa cidade assumisse suas posições com mais verdade. Porque o mundo no qual um dia acreditamos era vermelho de verdade, não rosa disfarçado. No poder público, desejaria encontrar as pessoas em quem confiei comprometidas com seus discursos. Ou, que elas ainda pudessem me surpreender com as promessas das quais duvidei. Mas, sobretudo, o que espero de fato é que a cidade reconheça suas diferenças. Sejam elas partidárias, religiosas ou sexuais. Que centro e periferia se encontrem num espaço solidário. É nesta cidade que eu gostaria de viver, se possível, desde hoje.

Ator, roteirista e cineasta. Co-fundador da Cia. Os Satyros e diretor executivo da SP Escola de Teatro.
Post criado 694

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo