O GRUPO ESPANCA, DE BELO HORIZONTE, E SEU MANIFESTO

Manifesto #TeatroSemCensura

No dia 1º de março de 2013, quase três décadas após o fim da censura no Brasil, uma das mais tradicionais companhias de teatro do país (Os Satyros) foi impedida de estrear sua peça Edifício London, sob ameaça de pagamento de indenização e processo judicial.

O texto teve como livre inspiração as tragédias clássicas Macbeth e Medéia e a recente tragédia brasileira que ficou conhecida como Caso Isabella Nardoni.

Em um ambiente transitório entre realidade e fantasia, sem qualquer juízo de valor, e sem citar nomes ou personagens da vida real, a obra artística buscava a reflexão e questionamento sobre as relações familiares e tragédias contemporâneas.

Muitas informações incorretas vêm sido divulgadas sobre o conteúdo do espetáculo, afinal, ninguém teve a oportunidade de assisti-lo e a companhia também foi impedida de divulgar seu texto.

É importante lembrar que o inciso IX do artigo 5º da Constituição Federal brasileira diz que “é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença”.

Nós, artistas e apreciadores da arte em todas as suas formas, temos o dever de manifestar nosso total repúdio a qualquer forma de censura.

Acreditamos que a arte tem extrema importância para a sociedade, devendo ser sempre incentivada e sempre questionada, sim, mas jamais censurada.

Ator, roteirista e cineasta. Co-fundador da Cia. Os Satyros e diretor executivo da SP Escola de Teatro.
Post criado 936

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo