AS 50 CANÇÕES MAIS TRISTES DA MÚSICA BRASILEIRA, NA MINHA OPINIÃO

1 – “Pedaço de Mim” (Chico Buarque) – Chico Buarque e Zizi Possi
2 – “Não Creio em Mais Nada” (Totó) – Paulo Sérgio
3 – “Canto Triste” (Edu Lobo e Tom Jobim) – Elis Regina
4 – “Esses Moços, Pobres Moços”  (Lupicinio Rodrigues) – Lupicinio Rodrigues
5 – “O Mundo é Um Moinho” (Cartola) – Cartola
6 – “Se Eu Morresse Amanhã” (Antonio Maria) – Nora Ney
7 – “Esta Noite Eu Queria Que o Mundo Acabasse” (Silvio Lima) – Waldick Soriano
8 – “Bilhete” (Ivan Lins e Vitor Martins) – Fafá de Belém
9 – “Atrás da Porta” (Chico Buarque) – Elis Regina
10 – “Bom Dia Tristeza” (Adoniran Barbosa e Vinicius de Moraes) – Maysa
11 – “Sua Estupidez” (Roberto Carlos e Erasmo Carlos) – Gal Costa
12 – “Sentado à Beira do Caminho” (Erasmo Carlos) – Erasmo Carlos
13 – “Não Aprendi Dizer Adeus (Joel Marques) – Leandro e Leonardo
14 – “Ninguém me Ama (Antonio Maria e Fernando Lobo) – Nora Ney
15 – “Naquela Mesa” (Sergio Bittencourt) – Elizeth Cardoso
16 – “Folha Morta” (Ary Barroso) – Jamelão
17 – “Aquela Nuvem” (Gilliard) – Gilliard
18 – “Meu Mundo Caiu” (Maysa) – Maysa
19 – “Como Vai Você” (Antonio Marcos) – Roberto Carlos
20 – “Vento no Litoral” ( D. Villa-Lobos, R. Russo e M. Bonfá) – Legião Urbana
21 – “Você” (Roberto Carlos e Erasmo Carlos) – Maria Bethania
22 – “Requiem para um Amor” (Edu Lobo) – Nara Leão
23 – “Caminhemos” (Herivelto Martins) – Dalva de Oliveira
24 – “Sonhos” (Peninha) – Peninha
25 – “Balalaika” (George Moran e Armando O. Fernandes) – Orlando Silva
26 – “Olhos Nos Olhos” (Chico Buarque) – Maria Bethânia
27 – “Outra Vez” (Isolda) – Roberto Carlos
28 – “A Triste Partida” (Luiz Gonzaga) – Luiz Gonzaga
29 – “Saudades da Bahia” (Dorival Caymmi) – João Gilberto
30 – “A Noite e a Despedida” (Beto Scala e J. Ribamar) – Angela Maria
31 – “Serra da Boa Esperança” (Lamartine Babo) – Cascatinha & Inhana
32 – “Escândalo” (Caetano Veloso) – Angela Rô Rô
33 – “Ah, Como Eu Amei” (Benito Di Paula) – Benito Di Paula
34 – “Tortura de Amor” (Wadick Soriano) – Waldick Soriano
35 – “Pai” (Fabio Jr) – Fabio Jr
36 – “Sinal Fechado” (Paulinho da Viola) – Elis Regina
37 – “Juventude Transviada” (Luiz Melodia) – Luiz Melodia
38 – “Só Louco” (Dorival Caymmi) – Gal Costa
39 – “O Ébrio” (Vicente Celestino) – Vicente Celestino
40 – “Fim de Tarde” (Mauro Motta e Robson Jorge) – Claudia Telles
41 – “Sangrando” (Gonzaguinha) – Simone
42 – “A Bailarina e o Astronauta” (Tiê e Gustavo Ruiz) – Tiê
43 – “A Vida Não Presta” (Léo Jaime) – Leo Jaime
44 – “O Que Tinha de Ser” (Tom Jobim e Vinícius de Moraes)- Elis Regina e Tom Jobim
45 – “Despedida” (Marcelo Camelo) – Marcelo Camelo
46 – “Coração Materno” (Vicente Celestino) – Vicente Celestino
47 – “Judiaria” (Lupicionio Rodrigues) – Lupicinio Rodrigues
48 – “Você Mudou Demais” (Waldick Soriano) – Claudia Barroso
49 – “Casinha Pequenina” (Domínio Público) – Cascatinha & Inhana
50 – “Você Não Me Ensinou a Te Esquecer” (José Augusto) – Caetano Veloso

Ator, roteirista e cineasta. Co-fundador da Cia. Os Satyros e diretor executivo da SP Escola de Teatro.
Post criado 768

3 comentários em “AS 50 CANÇÕES MAIS TRISTES DA MÚSICA BRASILEIRA, NA MINHA OPINIÃO

  1. Realmente, as ordens poderiam estar trocadas sem problema algum, exceto pela primeira. Nenhuma música, nacional ou internacional, feita até hoje, é mais intensamente depressiva que “Pedaço de Mim”. É uma tristeza destilada, pura, que de tanto que dói já passou da fase do desespero e do pânico e chegou no ponto em que, incapaz de lutar, se aceita, de forma passiva, a tristeza como uma capa que é vestida em todos os lugares que se vá, um véu de dor. Tocante não resume a beleza dessa composição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo