Biografia

Ivam Cabral nasceu na cidade de Ribeirão Claro, interior do estado do Paraná, em 1963. Doutor em pedagogia teatral pela ECA/USP (2017), com mestrado em prática teatral pela mesma instituição (2004); graduado em artes cênicas pela PUC/PR (1988), é ator, diretor, escritor, psicanalista e cofundador, ao lado de Rodolfo García Vázquez, da Cia. de Teatro Os Satyros (1989), que tem em seu currículo mais de 140 peças encenadas. Como ator, participou do elenco de vários espetáculos, recebeu inúmeros prêmios e atuou em 37 países.

Membro da Associação de Psicoterapia Psicanalítica (APP), colabora com o projeto Apoiar, do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo, e faz atendimentos em consultório particular.

Autor das publicações “Entre o Nada e o Infinito” (Giostri, 2022), “Terras de Cabral – Crônicas de Lá e Cá” (Giostri, 2014), “Cinco Biografias do Teatro Paranaense” (Fundação Cultural de Curitiba, 2008), “O Teatro de Ivam Cabral – Quatro Textos para um Teatro Veloz” (Imprensa Oficial de São Paulo, 2006), “Cartazes do Teatro Paranaense” (Fundação Cultural de Curitiba, 2000), entre outras. Como dramaturgo, escreveu dezenas de textos, tendo sido traduzido para o espanhol, inglês, sueco e alemão.

Recebeu os maiores prêmios do teatro brasileiro (Shell, APCA, Governador do Estado de São Paulo e Aplauso Brasil, entre outros). Em 2017, obteve o Título Cidadão Paulistano, pela Câmara Municipal de São Paulo, e foi condecorado Comendador da Educação, pela Câmara Brasileira de Cultura. Recebeu, também, prêmios em Cuba, nos Estados Unidos, em Cabo Verde, no Reino Unido e na Índia. Em 2010, foi indicado ao Prêmio Jabuti, categoria Livro de Arte, pela organização da “Coleção Primeiras Obras”, em que, ao lado de uma dezena de autores, teve um exemplar dedicado à sua obra. Foi editado em Angola, Cuba, Finlândia, Portugal e Reino Unido. Também escreve para cinema e televisão, tendo assinado o roteiro do telefilme “A Noiva” e da minissérie “Além do Horizonte”, ambos para a TV Cultura. Dirigiu, ao lado de Rodolfo García Vázquez, o longa-metragem “A Filosofia na Alcova” (2017), que permaneceu em cartaz no Cine Belas Artes, em São Paulo, por 63 semanas ininterruptas.

Atualmente, acumula, ainda, o cargo de Diretor Executivo da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco, instituição que, ao lado de outros artistas e coletivos, sonhou e idealizou.

Abaixo, em tópicos, sua trajetória.

ATOR 

  • Aventuras de Arlequim (1989)
  • Um Qorpo Santo Dois – Revisitando (1989)
  • Sades ou Noites com os Professores Imorais (1990)
  • Saló, Salomé (1991)
  • A Filosofia na Alcova (1993)
  • Rusty Brown em Lisboa (1993)
  • De Profundis (1993)
  • Quando Você Disse que me Amava (1995)
  • Killer Disney (1997)
  • Urfaust (1998)
  • Os Cantos de Maldoror (1998)
  • Pacto de Sangue (2000)
  • Retábulo da Avareza, Luxúria e Morte (2000)
  • De Profundis (2002)
  • A Filosofia na Alcova (2003)
  • Kaspar ou a Triste História do Pequeno Rei do Infinito Arrancado de sua Casca de Noz (2004)
  • Transex (2004)
  • Cosmogonia – Experimento nº 1 (2005)
  • A Vida na Praça Roosevelt (2005)
  • O que Restou do Sagrado (2005)
  • O Anjo do Pavilhão 5 (2006)
  • Inocência (2006)
  •  Divinas Palavras (2007)
  • Vestido de Noiva (2008)
  • Liz (2009)
  • O Último Stand Up (2011)
  • Cabaret Stravaganza (2011)
  • Inferno na Paisagem Belga (2012)
  • Não Amarás (2013)
  • Pessoas Perfeitas (2014)
  • Pessoas Sublimes (2016)
  • Cabaret Fucô (2016)
  • Pessoas Brutas (2017)
  • O Incrível Mundo dos Baldios (2018)
  • Mississipi (2019)
  • Todos os Sonhos do Mundo (2019)
  • A Arte de Encarar o Medo (2020)
  • Novos Normais: sobre sexo e outros desejos pandêmicos (2020)
  • As Mariposas (2021)
  • Uma Peça para Salvar o Mundo (2021)
  • Aurora (2021)

DRAMATURGO 

  • Qualquer Semelhança é Mera Coincidência – teatro (1986)
  • Aventuras de Arlequim – teatro, coautoria com Rodolfo García Vázquez (1989)
  • Chove Muito Lá For a – teatro (1990) 
  • Uma Arquitetura para a Morte – teatro (1991)
  • Saló, Salomé – teatro, coautoria com Rodolfo García Vázquez (1991)
  • A Proposta – teatro, coautoria com Rodolfo García Vázquez (1991) 
  • Rusty Brown em Lisboa – teatro, coautoria com Rodolfo García Vázquez (1993) 
  • De Profundis – teatro (1993)
  • Sappho de Lesbos – teatro, coautoria com Patrícia Aguille (1994) 
  • Gerard, a Tragédia – teatro (1994)
  • Electra – teatro (1997) 
  • Os Cantos de Maldoror – teatro (1997)
  • Faz de conta que Tem Sol lá Fora – teatro (2002)
  • A Herança do Teatro – teatro (2003)
  • De Quem Sois? – teatro (2007)
  • A Noiva – telefilme (2007)
  • Além do Horizonte – minissérie para TV em 4 episódios (2008)
  • Safo – teatro (2009)
  • Sobre Todos Nós – série para TV em 13 episódios (2010)
  • Hipóteses para o Amor e a Verdade – teatro (2010)
  • Pessoas Perfeitas – cinema (2011)
  • O Último Stand-Up – teatro (2011)
  • Amores Vãos – teatro (2011)
  • Pessoas Perfeitas (2014)
  • Pessoas Sublimes (2016)
  • Cabaret Fucô (2016)
  • Pessoas Brutas (2017)
  • Pink Star (2017)
  • O Incrível Mundo dos Baldios (2018)
  • Mississipi (2019)
  • Todos os Sonhos do Mundo (2019)
  • A Arte de Encarar o Medo (2020)
  • Novos Normais: sobre sexo e outros desejos pandêmicos (2020)
  • As Mariposas (2021)
  • Uma Peça para Salvar o Mundo (2021)
  • Cabaret Dada (2021)
  • Aurora (2021)

OBRAS TRADUZIDAS PARA OUTROS IDIOMAS

  • Wer seid ihr? – tradução para o alemão do texto De Quem Sois?, por Kathleen Kunath  (2008)
  • Hazte Idea de que Hay Sol allá Afuera – tradução para o espanhol do texto Faz de Conta que Tem Sol lá Fora, por Olga Sánchez Guevara, Cuba (2012)

LIVROS – PUBLICAÇÕES

  • Cartazes do Teatro Paranaense (Fundação Cultural de Curitiba) (1999)
  • Cia. de teatro Os Satyros – Um Palco Visceral, de Alberto Guzik (Coleção Aplauso) (2006) Download: http://aplauso.imprensaoficial.com.br/livro-interna.php?iEdicaoID=210
  • O Teatro de Ivam Cabral – Quatro Textos para um Teatro Veloz (Coleção Aplauso) (2006) Download: http://aplauso.imprensaoficial.com.br/livro-interna.php?iEdicaoID=212
  • Cinco Biografias do Teatro Paranaense (Fundação Cultural de Curitiba) (2008)
  • Coleção Primeiras Obras, Imprensa Oficial do Estado de S. Paulo  (10 volumes, Org.) (2009)
  • Ivam Cabral – Coleção Primeiras Obras, Imprensa Oficial do Estado de S. Paulo (2009)
  • Os Satyros, Imprensa Oficial do Estado de S. Paulo (2010) 
  • Terras de Cabral – Crônicas de Lá e Cá, Editora Giostri (2012)
  • Pessoas Perfeitas, Editora Giostri (2014)
  • Pessoas Sublimes, Editora Giostri (2016)
  • Pessoas Brutas, Editora Giostri (2017)
  • Pink Star, Editora Giostri (2017)
  • O Incrível Mundo dos Baldios, Editora Giostri (2018)
  • Mississipi, Editora Giostri (2019)
  • Todos os Sonhos do Mundo, Editora Giostri (2019)
  • Dramaturgia em pandemia: Peças curtas (org.), Editora Giostri (2020)
  • 1991 ou a Imperfeição do Amor, Editora Giostri (2021)
  • Arte Inclusiva? Quem Inclui Quem? (org.), Centro de Estudos Arnaldo Araújo (2021)
  • Aurora, Editora Giostri (2021)
  • Entre o Nada e o Infinito, Editora Giostri (2022)

DIRETOR 

  • Uma Arquitetura para a Morte (1991)
  • Medea – diretor de movimento de Rodolfo García Vázquez (1998)
  • Os 120 Dias de Sodoma – diretor de movimento de Rodolfo García Vázquez (2006)
  • O Dia das Crianças (2007)
  • Cidadão de Papel (2007)
  • O Santo Parto – assistente de direção de Bárbara Bruno (2007)
  • Esse Rio é Minha Rua (2008)
  • Azul Doce Azul (2011)

PRODUTOR 

  • Aventuras de Arlequim (1989)
  • Um Qorpo Santo Dois – Revisitando (1989)
  • Sades ou Noites com os Professores Imorais (1990)
  • A Proposta (1991)
  • Saló, Salomé (1991)
  • Uma Arquitetura para a Morte (1991)
  • Munacuyay (1992)
  • Viva a Palhoça (1992)
  • A Filosofia na Alcova (1993)
  • Rusty Brown em Lisboa (1993)
  • De Profundis (1993)
  • Sappho de Lesbos (1995)
  • Valsa nº 6 (1995)
  • Quando Você Disse que me Amava (1995)
  • Woyzeck (1996)
  • Hamlet-Machine (1996)
  • Prometeu Agrilhoado (1996)
  • Electra (1997)
  • Divinas Palavras (1997)
  • Killer Disney (1997)
  • Urfaust (1998)
  • Os Cantos de Maldoror (1998)
  • Medea (1998)
  • A Farsa de Inês Pereira (1999)
  • Coriolano (1999)
  • A Mais Forte (1999)
  • A Dança da Morte (2000)
  • Pacto de Sangue (2000)
  • Retábulo da Avareza, Luxúria e Morte (2000)
  • Quinhentas Vozes (2001)
  • Sappho de Lesbos (2001)
  • Romeu e Julieta (2001)
  • De Profundis (2002)
  • Kaspar (2002)
  • O Terrível Capitão do Mato (2002)
  • Pranto de Maria Parda (2002)
  • A Filosofia na Alcova (2003)
  • Antígona (2003)
  • Faz de Conta que Tem Sol lá Fora (2003)
  • Kaspar ou a Triste História do Pequeno Rei do Infinito Arrancado de sua Casca de Noz (2004)
  • Transex (2004)
  • Sobre Ventos na Fronteira (2004)
  • Cosmogonia – Experimento nº 1 (2005)
  • O Céu É Cheio de Uivos, Latidos e Fúria dos Cães da Praça Roosevelt (2005)
  • A Vida na Praça Roosevelt (2005)
  • O Anjo do Pavilhão 5 (2006)
  • Joana Evangelista (2006)
  • Os 120 Dias de Sodoma (2006)
  • Inocência (2006)
  • Hamlet Gashô (2007)
  • E Se Fez a Praça Roosevelt em Sete Dias (2007)
    • Segunda-Feira: O Amor do Sim
    • Terça-Feira: Na Noite da Praça
    • Quarta-Feira: Impostura
    • Quinta-Feira: Hoje é Dia do Amor
    • Sexta-Feira: A Noite do Aquário
    • Sábado: Assassinos, Suínos e Outras Histórias na Praça Roosevelt
    • Domingo: Uma Pilha de Pratos na Cozinha
  •  Divinas Palavras (2007)
  • O Burguês Fidalgo (2007)
  • Cidadão de Papel (2007)
  • O Dia das Crianças (2007)
  • Vestido de Noiva (2008)
  • O Amante de Lady Chatterley (2008)
  • Esse Rio é Minha Rua (2008)
  • Liz (2009)
  • Monólogo da Velha Apresentadora (2009)
  • Cansei de Tomar Fanta (2009)
  • Justine (2009)
  • Hipóteses para o amor e a verdade (2010)
  • Roberto Zucco (2010)
  • Na Real (2010)
  • Azul Doce Azul (2011)
  • O Último Stand Up (2011)
  • Cabaret Stravaganza (2011)
  • Satyros Satyricon (2012)
    • Trincha
    • Satyricon
    • Suburra 
  • Inferno na Paisagem Belga (2012)
  • Philosophy in the Boudoir (2013)
  • Não Amarás (2013)
  • Pessoas Perfeitas (2014)
  • Pessoas Sublimes (2016)
  • Cabaret Fucô (2016)
  • Pessoas Brutas (2017)
  • O Incrível Mundo dos Baldios (2018)
  • Mississipi (2019)
  • Todos os Sonhos do Mundo (2019)
  • Baderna Planet (2019)
  • A Arte de Encarar o Medo (2020)
  • Novos Normais: sobre sexo e outros desejos pandêmicos (2020)
  • The Act of Facing fear – versão africana-europeia (2020)
  • The Act of Facing fear – versão estadunidense (2020)
  • Macbeth Project Nº 6 (2020)
  • As Mariposas (2021)
  • The Act of Facing fear – The World United (2021)
  • Toshanisha: The New Normals (2021)
  • Uma Peça para Salvar o Mundo (2021)
  • Cabaret Dada (2021)
  • Aurora (2021)

MÚSICA

  • Compôs a trilha do teleteatro “O Vento nas Janelas”, para a TV Cultura (2007)
  • Ao lado do Maestro Marcelo Amalfi, concebeu a trilha do telefilme “A Noiva”, TV Cultura, com canções gravadas por Zeca Baleiro, Alaíde Costa, Gero Camilo e Vanessa Bumagny (2008)
  • Ao lado do Maestro Marcelo Amalfi, concebeu a trilha do filme “Hipóteses para o Amor e a Verdade”, produzido pela Satyros Cinema (2014)
  • Ao lado do Maestro Marcelo Amalfi, concebeu a trilha do filme “A Filosofia na Alcova”, produzido pela Satyros Cinema (2017)

CINEMA

  • Teatro em Movimento, direção de Rodolfo García Vázquez – ator e produtor  (2002)
  • Terceiro Sinal, direção de Rodolfo García Vázquez – ator e produtor (2002)
  • Patrimônio Cultural de Curitiba, direção de Rodolfo García Vázquez – produtor (2002)
  • Memória Videográfica dos Atores Paranaenses, direção de Rodolfo García Vázquez  – produtor (2002)
  • Um Espelho Russo, direção de Péricles Cavalcanti – produtor associado de Péricles Cavalcanti (2003)
  • Projeto Encontros: Memória da Literatura Paranaense, direção de Rodolfo García Vázquez – produtor (2004)
  • Desde o Fim Até o Começo, direção de Jarbas Capusso Filho – ator (2006)
  • Na Praça Roosevelt, direção de Carlos Ebert e Rodolfo Gacía Vázquez – produtor associado de Carlos Ebert (2006)
  • Cuba Libre, direção de Evaldo Mocarzel – produtor associado de Evaldo Mocarzel (2011)
  • Vila Verde, direção de Evaldo Mocarzel – produtor associado de Evaldo Mocarzel (2011)
  • Luz nas Trevas, direção de Helena Ignez – ator (2011)
  • Satyros, direção de Evaldo Mocarzel – produtor associado de Evaldo Mocarzel (em fase de montagem)
  • Pessoas Perfeitas – roteirista e produtor (em fase de produção) 
  • Satyrianas, 78 Horas em 78 Mnutos, de Daniel Gaggini, Fausto Noro e Otávio acheco ator (2012)
  • Hipóteses para o Amor e a Verdade – produzido pela Satyros Cinema, dirigido por Rodolfo García Vázquez ator e roteirista  (2014)
  • A Filosofia na Alcova – produzido pela Satyros Cinema, dirigido por Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez (2017)

 TELEVISÃO

  • Vento nas Janelas – ator (2007) 
  • A Noiva – roteirista (2008)
  • Além do Horizonte – roteirista (2009)

RÁDIO

  • Os Cantos de Portugal – roteirista, apresentador e produtor (de 1997 a 2011)
  • Rádio Livre Satyros – FM 88,7MHz – idealizador  (2002, 2003, 2004 e 2005)

PROJETOS

  • Folias Teatrais – Uma Saudação à Primavera – idealizador e produtor (1991)
  • I Mostra de Arte Paranaense em São Paulo – idealizador e produtor (1992)
  • Segunda na Caixa – idealizador e produtor (1995 e 1996)
  • Tertúlias – Falando de Teatro – idealizador e produtor (1997)
  • Instant Acts Against Racism and Violence Performances – produtor (1997 à 2004)
  • Fifty Years Difference – produtor (2000)
  • Beschädigte Seelen – produtor (2001)
  • Stay or Get Away – produtor (2002)
  • Satyrianas – Uma Saudação à Primavera – idealizador e produtor
    • Edição 2002
    • Edição 2003
    • Edição 2004
    • Edição 2005
    • Edição 2006
    • Edição 2007
    • Edição 2008
    • Edição 2009
    • Edição 2010
    • Edição 2011
    • Edição 2012
    • Edição 2013
    • Edição 2014
    • Edição 2015
    • Edição 2016
    • Edição 2017
    • Edição 2018
    • Edição 2019
    • Edição 2020
    • Edição 2021
  • Ciclo de Leituras Dramáticas – idealizador e produtor (2003)
  • Flap – co-idealizador e co-produtor
    • Flap 2005
    • Flap 2006
    • Flap 2007
    • Flap 2008
    • Teatro de Livro (2005)
    • A Fauna (2008)
    • Desfile da Daspu (2008)

FESTIVAIS

  • Mostra de Teatro, Sertãozinho (1992)
  • I Encontro Nacional de Teatro de Rua, Campinas (1992)
  • FITEI – Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica, Porto, Portugal (1992)
  • Festival Interceltico do Morrazo, Pontevedra, Galícia, Espanha (1992)
  • Festival Castillo de Niebla, Huelva, Andaluzia, Espanha (1992)
  • VII Mostra de Teatro de Sertãozinho (1993)
  • Festival Avignon Public Off, França (1993)
  • The Kirin International Arts Festival, Cambridge, Inglaterra (1993)
  • Eddimburgh Fringe Festival, Edimburgo, Escócia (1993)
  • British Festival of Visual Theatre, Londres, Inglaterra (1993)
  • Festival de Curitiba – Fringe (1997)
  • Festival de Curitiba – Mostra Oficial (1998)
  • Festival de Curitiba – Fringe (1998)
  • Festival de Curitiba – Fringe (2000)
  • Festival de Curitiba – Mostra Oficial (2004)
  • Festival Internacional de Rio Preto (2004)
  • Mostra de Teatro, Sertãozinho (2004)
  • Festival de Curitiba – Mostra Paralela (2005)
  • Festival de Teatro do Recife (2005)
  • Mülheimer Theaater Tage, Mülheim, Alemanha (2006)
  • Bunny Hill, Munique, Alemanha (2006)
  • Autoren Tage, Hamburgo, Alemanha (2006)
  • Play Off, Gelsenkirchen e Dortmund, Alemanha (2006)
  • Mostra de Referências Teatrais, Suzano (2006)
  • Mostra de Teatro, Sertãozinho (2007)
  • Festival de Curitiba – Mostra Oficial (2008)
  • Festival de Havana, Cuba (2008)
  • Festival de Curitiba – Residência das Artes (2008)
  • Bienal de Veneza (2008)
  • Festival de Curitiba – Mostra Oficial (2011)
  • Festival de Havana, Cuba (2011)
  • Semana Nacional da Tolerância, Paris, França (2011)
  • Quadrienal de Praga, República Tcheca (2011)
  • Festival de Curitiba (2012)
  • Semana de Lecturas Dramatizadas de Teatro Brasileño Actual, Havana, Cuba (2012)
  • Hollywood Fringe Festival (2013)

TURNÊS

  • Alemanha
  • Áustria
  • Bolívia
  • Cabo Verde
  • China
  • Cuba
  • Dinamarca
  • Escócia
  • Espanha
  • Estados Unidos
  • França
  • Holanda
  • Inglaterra
  • Itália
  • Polônia
  • Portugal
  • Suécia
  • Suiça
  • Ucrânia
  • e em várias cidades brasileiras.

PREMIAÇÃO

  • Troféu APCA (1989)
  • Troféu Mambembe (1989)
  • Prêmio APETESP de Teatro (1990)
  • Prêmio APETESP de Teatro (1991)
  • Troféu APCA (1991)
  • Troféu Gralha Azul (1995)
  • Troféu Gralha Azul (1996)
  • Troféu Gralha Azul (1997)
  • Prêmio Café do Teatro – Troféu Poty Lazarotto (1997)
  • Troféu Gralha Azul (1998)
  • Troféu Gralha Azul (1999)
  • Os Melhores do Ano 2000 no Paraná (2000)
  • Troféu Gralha Azul (2000)
  • Troféu Gralha Azul (2001)
  • Prêmio Shell (2001)
  • Prêmio Shell (2002)
  • Prêmio Ocupação do Novo Rebouças (2002)
  • Prêmio Shell (2003)
  • Prêmio “Cidadania em Respeito à Diversidade” (2003)
  • Troféu Gralha Azul (2004)
  • Prêmio Shell (2004)
  • Troféu Gralha Azul (2005)
  • Prêmio Tempo Ventoforte (2005)
  • Prêmio Shell (2005)
  • Prêmio Qualidade Brasil (2005)
  • Troféu APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) (2006)
  • Prêmio Shell (2006)
  • Prêmio Bravo! Prime de Cultura (2006-07)
  • Prêmio Shell (2007)
  • Troféu Gralha Azul (2007)
  • Prêmio APCA (2007)
  • Prêmio Femsa de Teatro Infantil e Jovem (2007)
  • Prêmio Villanueva – UNEAC – Cuba (2008)
  • Prêmio Shell (2011)
  • Prêmio Cooperativa Paulista de Teatro (2011)
  • Troféu APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) (2011)
  • Prêmio Jabuti  – Melhor Livro de Arte, “Os Satyros” (2011)
  • Prêmio “Honrar Honra – Jose Marti”, do Circulo de Amigos del Gran Teatro de La Havana (2011)
  • Prêmio Júri Popular – Melhor Documentário: “Cuba Libre”, Festival Mix Brasil, Rio de Janeiro (2011)
  • Prêmio Shell (2012)
  • Prêmio Funarte Nelson Brasil Rodrigues: Cem anos do Anjo Pornográfico (2012)
  • Prêmio Cidadão Sustentável, indicação na categoria Cultura – Catraca Livre/Gilberto Dimenstein (2012)
  • Prêmio “Cidadania em Respeito à Diversidade” (2013)
  • Prêmio Aplauso Brasil — Destaque: Satyrianas (2013)
  • Prêmio Shell de Teatro — Inovação: Satyrianas (2013)
  • Best of Hollywood Fringe, Extensions, Los Angeles/EUA — Melhor espetáculo: “Philosophy in the Alcove” (2013)
  • Cidadania em Respeito à Diversidade (2013)
  • 10 Hollywood Fringe Festival Shows That Sound Awesome – L.A. Weekly, Los Angeles/EUA (2013)
  • Melhores do R7 – Teatro — Personalidade do ano: Ivam Cabral (2013)
  • Prêmio APCA — Melhor espetáculo, para “Pessoas Perfeitas” (2014)
  • Patrimônio Cultural Imaterial da Cidade de São Paulo – Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo – Cia. de Teatro Os Satyros (2014)
  • Prêmio Shell— Melhor autor: Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez, por “Pessoas Perfeitas” (2014)
  • Salva de Prata – Câmara Municipal de São Paulo para a Cia. de Teatro Os Satyros (2014)
  • Troféu Bandeira Paulista (2014)
  • Prêmio Aplauso Brasil — Melhor dramaturgia: Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez, por “Pessoas Perfeitas” (2014)
  • Melhores do Ano, Guia da Folha – Folha de S.Paulo — Melhor estreia do ano, “Pessoas Perfeitas” (2014)
  • Melhores do R7 – Teatro — Melhor espetáculo; Melhor festival: Satyrianas (2015)
  • Prêmio APCA — Prêmio especial para Ivam Cabral, pela carreira (2016)
  • Prêmio Aplauso Brasil — Prêmio especial para Ivam Cabral, pela carreira (2016)
  • Prêmio Governador do Estado — Categoria: Teatro, para a Cia. de Teatro Os Satyros (2016)
  • Prêmio Nelson Rodrigues, Agência Nacional de Cultura, Empreendedorismo e Comunicação – Ancec — Categoria: Teatro, para Ivam Cabral (2016)
  • Prêmio Shell — Especial pela idealização da SP Escola de Teatro (2016)
  • Melhores do Ano – Guia da Folha, Folha de S.Paulo — Melhor espetáculo: “Pessoas Sublimes” (2016)
  • Comenda, Câmara Brasileira de Cultura – Ivam Cabral, pela carreira (2017)
  • Prêmio Cidadão São Paulo – Catraca Livre/Gilberto Dimenstein (2017)
  • Melhores do Ano – Blog do Arcanjo — Melhor grupo: Os Satyros (2017)
  • Aplauso Brasil — Melhor espetáculo de Grupo: “Pink Star” (2017)
  • Melhores do Ano – Blog do Arcanjo — Espetáculo: “Cabaret Transperipatetico”; Dramaturgia: Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez, “O Incrível Mundo dos Baldios”; Personalidade: Ivam Cabral — Sonoplastia: Ivam Cabral, por “Transex”; Programação de espaço cultural: Espaço dos Satyros (2018)
  • Prêmio Arcanjo de Cultura — Especial: Cia. de Teatro Os Satyros (2019)
  • Prêmio Estado de São Paulo para as Artes — Formação e capacitação, para Ivam Cabral (2019)
  • Prêmio Nelson Rodrigues — Os Satyros, por “Entrevista com Phedra” (2019)
  • Título Cidadão Paulistano para Ivam Cabral (2019)
  • Colar de Honra ao Mérito Legislativo do Estado de São Paulo (2019)
  • Red Curtain Festival, Calcutá, Índia — Melhor produção: “The Art of Facing Fear”; Melhor elenco: “The Art of Facing Fear” (2020)
  • Prêmio Arcanjo de Cultura — Melhor espetáculo: “A Arte de Encarar o Medo”; Redes: Satyrianas (2020)
  • Melhores do ano, Guia da Folha – Folha de S.Paulo — Espetáculo: “A Arte de Encarar o Medo” (2020)
  • Young-Howze Theatre Awards — Melhor espetáculo: “The Art of Facing Fear” (2020)
  • Top 100 Achievements 2020 concedido pelo Achievements Forum, Londres/Reino Unido — Ivam Cabral, pelo trabalho à frente da Adaap (2020)
  • Prêmio Claudia Wonder, SP Transvisão — Teatro: Cia. de Teatro Os Satyros (2020)
  • Community Awards – Hollywood Frige Festival – Encore Producers Award — Melhor espetáculo: “A Love Song”; — Melhor espetáculo: “Toshanisha – The New Normals” (2020)
  • Young-Howze Theater Awards – Prêmio Mundial de Melhor Espetáculo Colaborativo do Ano (2021)
  • The Red Curtain, Good The@tre Festival – “As Mariposas”, melhor produção e melhor elenco (2021)
  • Young-Howze Theatre Awards – Por “A love song” e “Toshanisha – The New Normals” (2022)

HOMENAGEM

  • Ivam Cabral é homenageado pelo deputado Carlos Gianazzi na Assembléia Legislativa (2008)
  • O evento Satyrianas – Uma Saudação à Primavera é incluído no Calendário Oficial do Estado de São Paulo, através da Lei No. 13.750, de 14 de outubo de 2009
(Projeto de Lei No. 741, de 2008,
do Deputado Carlos Giannazi – PSOL) (2009)
  • Ivam Cabral é homenageado pela Câmara Municipal de S. Paulo “pelos relevantes serviços prestados à comunidade” (2011)

MENÇÕES

  • “A Filosofia na Alcova” é recomendado pelo jornal O Estado de S.Paulo como um dos melhores espetáculos em cartaz na cidade. (2003)
  • Ao fazer um balanço sobre a 14a. edição do Festival de Teatro de Curitiba, o jornal Folha de S.Paulo classifica “Cosmogonia – Experimento no. 1” um dos 3 melhores espetáculos da mostra. (2005)
  • “Cosmogonia – Experimento no. 1” é recomendado pelo jornal O Estado de S.Paulo como um dos melhores espetáculos em cartaz na cidade. (2005)
  • “Cosmogonia – Experimento no. 1 é eleito um dos 10 melhores espetáculos em cartaz na cidade, segundo a revista Veja São Paulo. (2005)
  • “A Vida na Praça Roosevelt” é eleito um dos 10 melhores espetáculos em cartaz na cidade, segundo a revista Veja São Paulo. (2005)
  • Na edição de no. 100 da revista BRAVO!, que fez um ranking do melhor da cultura em oito anos (1997-2005), a “A Vida na Praça Roosevelt” aparece em 11o. lugar. (2005)
  • “Os 120 Dias de Sodoma” é eleito um dos 10 melhores espetáculos em cartaz na cidade, segundo a revista Veja São Paulo. (2006)
  • Paulo Autran afirma: “Vocês aqui no Satyros estão criando um belo movimento e eu não quero ficar de fora.” (2007)
  • A coluna Em Cena, de O Estado de S. Paulo elenca o backstage da cultura em São Paulo e coloca Os Satyros como destaque na categoria Teatro. (2007)
  • “Cidadão de Papel” é recomendado pelo jornal O Estado de S.Paulo como um dos melhores espetáculos em cartaz na cidade. (2007)
  • A Folha de S.Paulo publica os 60 ícones de civilidade em São Paulo. Dois deles são dos Satyros: responsáveis pela revitalização da Praça Roosevelt e pela criação do Teatro da Vila. (2007)
  • O jornalista Ricardo Galhardo, de O Globo, faz um paralelo entre Os Satyros e o movimento teatral dos anos 60, com o título “Praça Roosevelt com cara de Arena.” (2007)
  • Em uma de suas últimas entrevistas, Paulo Autran declara para a Folha Online: “Ivam Cabral é um gênio.” (2007)
  • “Forma Breve – Teatro Mínimo” é publicado pela Universidade do Aveiro, em Portugal. O livro traz o artigo “De Profundis, de Ivam Cabral: teatro veloz com Oscar Wilde”, assinado por António Manuel Ferreira, que faz uma profunda análise sobre dois dos quatro textos publicados no livro “O Teatro de Ivam Cabral” (Imprensa Oficial). Ferreira, o autor do artigo, finaliza seu trabalho com a seguinte frase: “O teatro veloz de Ivam Cabral e toda a atividade artística e cívica dos Satyros muito têm contribuído para dar dignidade visível a esse mundo particular que nos serve, ao longo da vida, de única morada verdadeira.” (2007)
  • A pesquisadora Ana de Oliveira destaca, na Revista da Folha, do jornal Folha de S.Paulo, o trabalho dos Satyros na Praça Roosevelt, através de uma reflexão que aproxima a ação do grupo ao movimento cultural dos anos 60. Escreve: “Essa convergência plural em um espaço público metropolitano remete à atmosfera contracultural dos anos 60, cujos lemas eram o pacifismo e a diversidade. E o cenário multicultural, multirracial e multiexpressivo na linha “eu digo não ao não” o reveste do aspecto libertário contido na ideia de tropicália.” (2007)
  • O portal UOL elege as Satyrianas um dos melhores eventos teatrais da cidade, ao lado do Thèâtre du Soleil, da “Rainha Mentira”, de Gerald Thomas e de “O Avarento”, de Paulo Autran. (2007)
  • “Divinas Palavras” é eleito um dos melhores espetáculos de 2007, segundo o Guia da Folha, da Folha de S.Paulo. (2007)
  • Segundo Dib Carmeiro Neto, do jornal O Estado de S.Paulo, a peça “Cidadão de Papel” é eleita, entre 10, o 2o. melhor espetáculo infanto-juvenil de 2007. (2008)
  • A revista Época São Paulo elenca Os Satyros, na 47a. posição, como uma das 50 razões para amar São Paulo. (2008)
  • Marcelino Freire declara ao Jornal do Commercio de Pernambuco: “Ivam Cabral é um dos atores mais brilhantes que já vi. Grande, grande! Quando eu for ator, numa outra encarnação, quero ser o Ivam Cabral.” (2008)
  • Ivam Cabral é eleito o Melhor Agitador Cultural da cidade pela coluna Em Cena,  do jornal O Estado de S. Paulo.  (2008)
  • A revista Época elenca 45 paulistanos que têm a cara de São Paulo, Rodolfo García Vázquez e Ivam Cabral estão entre eles. (2009)
  • Ivam Cabral é uma das 20 personalidades a participar do projeto “Histórias que mudam o mundo”, do Museu da Pessoa. (2009)
  • A revista BRAVO! elenca os melhores espetáculos da primeira década do século e “A Vida na Praça Roosevelt” aparece na 10a. posição. (2011)

13 comentários em “Biografia

  1. Parabéns,Ivam por este lindo currículo, vc merece, pois bem me lembro daquele garoto lá no interior do Paraná, mais preciso em
    Ribeirão Claro, que desde pequeno adorava representar, e hoje vc
    é um grande ator e diretor…….PARABÉNS……E MUITO SUCESSO..
    BJS.

  2. Ivam querido. Você não sabe como me orgulho de ser seu amigo. Parabéns. Sua carreira é brilhante.
    Você me trouxe muitas alegrias com seu trabalho.
    Sempre acreditei em você e no Satyros.
    Continue assim.
    Um grande abraço,
    Pi

Os comentários estão fechados.

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo