Hoje, um dia bem importante para Os Satyros

Nosso espetáculo A Arte de Encarar o Medo já é um dos mais importantes de nossa carreira. E quem diria! Concebido em pleno isolamento social, ganhou, além da montagem brasileira, duas versões internacionais: uma com atores da África e Europa; outra, com elenco americano.

As três versões da peça serão exibidas hoje, em sequência:

Encenação Afro-europeia – 16h, horário de Brasília
Ingressos aqui: https://www.universe.com/users/darling-desperados-XLCBPZ

Encenação Brasileira – 18:30h, horário de Brasília
Ingressos aqui: https://www.universe.com/users/darling-desperados-XLCBPZ

Encenação Estadunidense- 21h, horário de Brasília
Ingressos aqui: https://www.companyofangels.org/aoff

Críticas excelentes, vindas de todo canto do mundo, até o momento as três montagens da peça foram assistidas por um público superior a 25 mil pessoas.

Algumas impressões da imprensa internacional:

“Experiência teatral verdadeiramente única!” – City Life Arts, África do Sul

“Todos temos muito a aprender com essa nova forma de fazer teatro.” – Diary of a Lagos, Nigeria

“De outras maneiras,A arte de enfrentar o medo confirma vários dos pontos de vista no debate em curso sobre as artes cênicas digitais na época da pandemia, tanto os pessimistas quanto os otimistas (aproximadamente” é mesmo teatro “ou” deixe o teatro se desenvolvem “). Em um nível específico, pode-se perguntar se o medo de nunca mais ser permitido sentar em um teatro novamente pode realmente ser mencionado ao lado do medo de morrer. Mas eu acho que esta peça quer apontar exatamente isso: que sem cultura e suas discussões democráticas, a sociedade entra em colapso, e o teatro é um ótimo lugar, físico ou digital, para enfrentar a morte e outros medos humanos. ” – Dagens Nyheter, Suécia

“Um poema digital fragmentado.” – Dagens Nyheter, Suécia

“Este é realmente um tipo diferente de teatro, em vez de uma experiência sublime e edificante da vida cotidiana, uma experiência artística que é edificante e que nos transporta para outro lugar.” – Info, Finlândia

“O grupo de teatro experimental brasileiro Os Satyros, com sede em São Paulo, se une à Company of Angels de Los Angeles para uma produção com elenco americano de sua surreal peça virtual distópica, ambientada em um futuro em que a população em geral está ligada a Corona quarentena há mais de 15 anos.” – Time Out, EUA

“A Arte de Enfrentar o Medo, uma peça virtual de uma hora, é uma experiência totalmente surreal e catártica inspirada em nossa situação mundial atual. É diferente de tudo que você pode ter visto no teatro digital, um encontro verdadeiramente selvagem e envolvente.” – Times Square Chronicles, EUA

“Brilhante produção teatral que fala a verdade sobre o que realmente está acontecendo em nosso mundo agora (…) Espero que você se permita abrir sua mente e ouvir a verdade sendo falada de forma brilhantemente criativa pelo teatro virtual apresentado por artistas talentosos no auge de suas grandezas artísticas.” – Broadway World, EUA

“A Arte de Enfrentar o Medo, uma peça virtual de uma hora, é uma experiência totalmente surreal e catártica inspirada em nossa situação mundial atual. É diferente de tudo que você pode ter visto no teatro digital, um encontro verdadeiramente selvagem e envolvente.” – Times Square Chronicles, EUA

No Brasil, a crítica também aprovou a montagem. Veja alguns trechos:

“…Tem o mérito de encarar o medo de fazer esse teatro apostando em um dispositivo com 17 atuantes, em diversas cidades do Brasil e do mundo. Os Satyros transformaram a Covid em uma chance de escapar ao formato de produções cada vez mais obrigadas a limitar suas pretensões estéticas por razões econômicas, como atesta a proliferação de monólogos. Além da “suntuosidade” no número de atuantes, também é bastante rico o uso das possibilidades do Zoom, no que respeita a enquadramentos e justaposição de telas, e mesmo a travellings feitos pelos próprios atuantes valendo-se de singelos telefones celulares.” – Patrick Pessoa, O Globo

“Satyros abraça o novo, prova que entende de vanguarda e nos mostra que teatro online é teatro, sim. A Arte de Encarar o Medo é espetáculo que já nasce histórico.” – Miguel Arcanjo Prado, Blog do Arcanjo

Também muita gente legal tem estado conosco nestas sessões, de Aderbal Freire Filho, Patricia Pillar e Alexandre Mate a Zeca Baleiro, Emílio Fontana, Silvana Garcia e Dioniso Neto. Confira algumas impressões:

“Poética nova, cheia de invenção e emoção. Deu um alento e uma boa perspectiva.” – Aderbal Freire Filho

“Heterotopias em junção [des] aqui, [des] agoras, próximos em revista aos tempos de total alteridade: o outro precisa dar lugar ao semelhante. E deu.” – Alexandre Mate

“A reinvenção do teatro.” – Diana Helene Ramos

“Em “A arte de encarar o medo”, Os Satyros inauguram o Teatro Digital no Brasil.(…) Experiência inesquecível. (…) Um poema do Apocalipse.” – Dionisio Neto

“Experiência fantástica. Afeto e nova linguagem. Visceral.” – Emílio Fontana

“Veja que coisa estranha é o teatro: uma linguagem capaz de dar a volta por cima de todas as técnicas e ainda assim continua sendo épico.” – Lucrecia D’Alessio Ferrara

“Espetáculo inovador (não pela plataforma, em si, mas pelo conteúdo elaborado). Desta vez Os Satyros não apontaram caminhos, pavimentaram a estrada toda.” – Marcio Aquiles

“Tem que ver! Tecnologia não precisa ser apenas uma tela. Pode ser presença, linguagem e reflexão.” – Marina Wajnsztejn

“Incrível! Vi algo que nunca tinha visto antes e isso é uma sensação deliciosa. Parece mágica. Inventar é o máximo!” – Patricia Pillar

“Fiquei impressionada com a competência técnica, a facilidade com que Os Satyros lidam com essa mídia e a plataforma.” – Silvana Garcia

“Impressionante!” – Zeca Baleiro

Ator, roteirista e cineasta. Co-fundador da Cia. Os Satyros e diretor executivo da SP Escola de Teatro.
Post criado 1077

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo