VIVA! | Prêmio APCA escolhe indicados em Teatro no 1º semestre de 2021: veja lista

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

@miguel.arcanjo

Os críticos de Teatro da APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes), instituição da qual o diretor deste Blog do Arcanjo é membro e foi vice-presidente, se reuniram na noite desta segunda (26) para a escolha dos melhores do primeiro semestre de 2021, que estão automaticamente indicados ao Prêmio APCA, que será escolhido em dezembro, a partir da somatória dos indicados no segundo semestre. 

Votaram os críticos Celso Curi (atual presidente da entidade), Edgar Olimpio de Souza, Evaristo Martins de Azevedo, Gabriela Melão, José Cetra, Kyra Piscitelli, Marcio Aquiles, Maria Eugênia de Menezes, Miguel Arcanjo Prado e Vinicio Angelici. 

Os críticos optaram por escolherem apenas espetáculos, para valorizar o trabalho coletivo no atual cenário, bem como criaram uma subcategoria nova dentro de Espetáculos, chamada Avanço Digital, com indicados que se destacaram no uso das ferramentas das novas tecnologias como linguagem artística.


Prêmio APCA Teatro 2021 

1º Semestre

ESPETÁCULOS

Desfazenda – Me Enterrem Fora Desse Lugar
Cia O Bonde sob direção de Roberta Estrela D’Alva
Dora
Direção, texto e atuação de Sara Antunes

Monstro
Dramaturgia e atuação Ricardo Corrêa e direção de Davi Reis

Sede
De Eugene O’Neil com Cia. Triptal e direção de André Garolli

Terra Medeia
De Sara Stridsberg com direção de Bim de Verdier


AVANÇO DIGITAL

O Híbrido
De Robson Catalunha, pelo caráter tecnológico inovador

The Art of Facing Fear, da Cia Os Satyros
Pelo ineditismo de Rodolfo García Vázquez em dirigir 25 intérpretes ao vivo em cinco continentes

Fonte: Blog do Arcanjo

Ator, roteirista e cineasta. Co-fundador da Cia. Os Satyros e diretor executivo da SP Escola de Teatro.
Post criado 1642

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo