Cia. Os Satyros abre inscrições para sua nova oficina – Módulo Atuação em Teatro Digital

A companhia, que em 31 anos de existência acumula 83 prêmios e mais de 100 peças apresentadas em 22 países, desde 2009 vem investigando os meios digitais em seus espetáculos.

 A oficina, coordenada pelo diretor Rodolfo García Vázqueze ministrada por atores da cia, abre nova frente com seu primeiro curso voltado especificamente para a atuação nos meios digitais.

 O curso se debruça sobre a pesquisa de uma linguagem pensada integralmente para o suporte digital, não se limitando a transpor ou reproduzir nas telas uma encenação nos formatos tradicionalmente concebidospara o palco.

 

http://satyros.com.br
https://www.instagram.com/ossatyros/    
https://www.facebook.com/ossatyros

 

Inscrições e informações: http://bit.ly/inscricao-oficina-satyros
Prazo:até 16 de outubro
Aulas: de 17 de outubro a 19 de dezembro
Horários: sempre aos sábados, das 14h às 17h, via plataforma Zoom
Valores: taxa de matrícula por R$150,00 + duas mensalidades de R$200,00 (ou R$150,00 se pagas até o dia 10 de cada mês) 
aberta a atores e atrizes profissionais e amadores –

 

A “Oficina Livre de Interpretação d’Os Satyros – Módulo Atuação em Teatro Digital”, já com inscrições abertas, será coordenada por Rodolfo García Vázquez, diretor da cia, e ministrada pelos seus atores.

A cia teatral Os Satyros, com 31 anos de existência emais de 100 espetáculos,já vem desde 2009 investigando os meios digitais em seus espetáculos. A primeira experiência aconteceu em “Hipóteses para o Amor e a Verdade”, que recorria a telefones celulares (do elencoe do público), internet e sites interativos.

Desde a chegada da pandemia no Brasil, em março passado, a ciajá estreou três montagens criadas especialmente para as plataformas digitais:“A Arte de Encarar o Medo”, em junho; “Todos os Sonhos do Mundo” (nova versão), em julho; e “Novos Normais (sobre sexo e outros desejos pandêmicos)”, em setembro.

Rodolfo García Vázquez, diretor da cia, assina as direções destes espetáculos e, além deles, duas versões internacionaisde “A Arte de Encarar o Medo” – afro-europeia e norte-americana, cujas estreias aconteceram em agosto e setembro, respectivamente, reunindo sob sua batuta atores de 10 países e 3 continentes.

 Todos os espetáculos acima, desde o advento da pandemia, foram criados, ensaiados e apresentados 100% remotamente, uma empreitada que só foi possível graças às distâncias encurtadas pelos meios digitais.

OS SATYROS DIGITAL

A RELAÇÃO ENTRE TEATRO E TECNOLOGIA, UMA PESQUISA D’OS SATYROS DESDE 2009

Desde 2009, Os Satyros vem pesquisando suportes tecnológicos dentro da experiência teatral. Naquele ano, a companhia estreou “Hipóteses para o Amor e a Verdade”, que recorria a telefones celulares (do elenco e do público), internet e sites interativos.

Desde então, realizou várias pesquisas com abordagem tecnológica, como em “Cabaret Stravaganza” (2011). Em 2014, realizou o projeto “E Se Fez a Humanidade Ciborgue em 7 Dias”, em que pesquisaram aspectos da vida ciborgueem sete espetáculos e perspectivas diferentes.

Desde o início da pandemia, Os Satyros vem mantendo atividade contínuacom espetáculos de teatro digital.

Em 31 anos de existência, Os Satyros produziram mais de 100 espetáculos, se apresentaram em 20 paísese, das mais de 100 nomeações, receberam 83 prêmios – incluindo os maiores do teatro brasileiro, como APCA, Shell, Mambembe, APETESP e Governador do Estado do Paraná.

Ator, roteirista e cineasta. Co-fundador da Cia. Os Satyros e diretor executivo da SP Escola de Teatro.
Post criado 1100

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo