SP ESCOLA DE TEATRO

por Maria Eugênia de Menezes A inauguração já faz um ano, mas a mudança ainda não aconteceu. Em 30 de dezembro de 2010,ogoverno do Estado entregou a nova sede da SP Escola de Teatro, na Praça Roosevelt. Na ocasião, o então governador Alberto Goldman e o secretário de Cultura Andrea Matarazzo fizeram os discursos de […]

RETROSPECTIVA – DESTAQUES 2011: CENOGRAFIA, FIGURINO E ILUMINAÇÃO

“Cabaret Stravaganza”, foto: Bob Sousa Responsáveis por envolver o público, um time de profissionais contribui de forma definitiva para estabelecer a estética, linguagem e clima de um espetáculo. Confira os Destaques 2011 do Caderno Teatral em cenografia, figurino e iluminação. Por Lucianno Maza São Paulo Destaques 2011 do Caderno Teatral em cenografia: Claudio Hanczyc por […]

NO PAPEL

Aberto Guzik (1944 – 2010) é homenageado com “A(l)berto”, revista semestral sobre artes cênicas que a SP Escola de Teatro lança na segunda-feira, às 19h, na Livraria Cultura (av. Paulista, 2.073; tel. 0/xx/11/3170-4033). O primeiro número vai abordar o papel do ator, transcrevendo uma roda de conversa sobre o tema realizada com os atores Luiz […]

CRÍTICA: ARTE E TECNOLOGIA ESTÃO LIGADAS NO NOVO ESPETÁCULO COM DIREÇÃO DE RODOLFO GARCÍA VÁZQUEZ

Baseado na ideia de humanidade expandida, em que corpos e tecnologia são uma extensão,o espetáculo Cabaret Stravaganza, da Cia. Os Satyros, faz sua estreia dia 20 de outubro, no Espaço Satyros Um, na Praça Roosevelt. Com direção de Rodolfo García Vázquez e 12 atores em cena, o texto de Maria Shu discute a relação do homem com a revolução […]

CRÍTICA: NOVA PRODUÇÃO DO SATYROS MISTURA REALIDADE E BELEZA DE FORMA CRIATIVA

por Hélio Filho O meu corpo-máquina faz parte da minha humanidade. Esse corpo é meu? Este corpo não é meu. Que diferença isso faz? Essas são algumas das questões levantadas pela companhia paulistana de teatro Os Satyros em sua mais nova produção, “Cabaret Stravaganza”, que mistura belos efeitos visuais com depoimentos pessoais e muitas perguntas […]

ANTONIN ARTAUD

Em ensaios filosóficos ou obras sobre o fazer teatral, o ator, escritor e diretor francês Antonin Artaud abraçou a arte como motor de transformação da existência Dublin, capital da Irlanda, setembro de 1937. Um francês vaga pelas ruas, sem dinheiro e com dificuldades para se comunicar em inglês, idioma do país. Depois de um tumulto […]

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo