2019: a minha retrospectiva

Eu amo retrospectivas. Faço a minha desde que me conheço por gente.

Acho bacana esse momento onde a gente se organiza para fazer balanços. Sou dos rituais e estas retrospectivas funcionam pra mim como liturgias.

Este 2019 foi bastante complicado, principalmente no terreno econômico. Vimos desaparecer importantes projetos para as artes, especialmente no terreno federal, que decretou o fim do Ministério da Cultura e fez sangrar o setor do audiovisual.

No Satyros, este ano foi tão especial quanto estranho. Chegamos aos 30 anos e à conclusão de que não foi nada fácil. A impressão que eu tenho, embora o sinônimo deste ano seja trabalho, é que foi um dos momentos mais estéreis da minha vida. Nunca pensei que chegar aos 30 anos custasse tanto!

Mas 2019 também foi o ano da pluralidade. Sabemos que a arte só fará sentido quando pensada no coletivo. Este será, definitivamente, o ano que nos fez entender que somos muitos e que somos plurais. Se antes este discurso estava apenas na poesia, hoje tivemos a certeza de será impossível continuar vivendo sem que as bichas, os pretos, as mulheres e toda gama de minorias povoem as nossas escolas, os nossos teatros, as nossas praças e, sobretudo, os nossos afetos.

Bonito mesmo é saber que a vida gira e que recomeçar é pensar em novas chances, novas possibilidades. E ter no coração a certeza de que se não foi agora, será amanhã, claro que será!

Aqui, o meu 2019:

 

JANEIRO

— “Todos os Sonhos do Mundo” é apresentada no Espaço Parlapatões, na 4ª Mostra de Solos do grupo.

— Nosso longa “A Filosofia na Alcova”, que está em cartaz no Cine Belas Artes em São Paulo, estreia na Cinemateca Boliviana, em La Paz; e no Estação Net de Cinema, no Rio de Janeiro.

 

FEVEREIRO

— “A Filosofia na Alcova”, que estreou em novembro de 2018 no Cine Belas Artes, encerra temporada, fechando surpreendentes 63 semanas ininterruptas em cartaz.

 

MARÇO

— Estreia de “Mississipi”, no Festival de Teatro de Curitiba.

 

ABRIL

— No dia 1º, Os Satyros completam 30 anos.

— “Todos os Sonhos do Mundo” estreia no Festival de Teatro de Curitiba.

— “Mississipi” estreia no Teatro Anchieta, no Sesc Consolação, em São Paulo.

— Alugamos o Cine Bijou, na Praça Roosevelt.

 

MAIO

— “Mississipi” é lançado em livro.

— Inaugurado o acervo Antonio Abujamra, na Biblioteca da SP Escola de Teatro, em São Paulo.

 

JUNHO

— Estreia de “Entrevista com Phedra”, de Miguel Arcanjo Prado, com Marcia Daiyn e Rafael Garcia.

 

JULHO

— Estreia de “Uma Cançao de Amor”, com Henrique Mello e Roberto Francisco.

— “Os 120 Dias de Sodoma” volta ao cartaz.

 

AGOSTO

— São anunciadas as indicações ao Prêmio Aplauso Brasil: “Mississipi” é indicado nas categorias melhor espetáculo de grupo; eu sou indicado como melhor ator e Fábio Penna como ator coadjuvante.

— A Adaap é indicada ao Prêmio Aplauso Brasil, categoria Destaque.

— “Mississipi” é apresentado no Theatro Municipal de São Paulo.

— Nosso Festival Satyrianas é uma das 25 placas que contam histórias do patrimônio cultural do centro de São Paulo, para inaugurar o projeto “Memória Paulistana”, eixo fundamental do programa “São Paulo Capital da Cultura”, da Secretaria Municipal de Cultura, para valorizar nossa memória cultural.

— Estreia de “Gaveta D’Água”, de Nina Nóbile, com Silvio Eduardo.

 

SETEMBRO

— O programa “Persona em Foco”, da TV Cultura, exibe um especial com Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez.

— “Todos os Sonhos do Mundo” é lançado em livro.

— Recebo o Título Cidadão Paulistano, pelo vereador Celso Giannazi.

— Os Satyros recebem o Colar de Honra ao Mérito Legislativo, através do deputado estadual Carlos Giannazi.

 

OUTUBRO

—É inaugurada a Sala Ivam Cabral, Espaço Grupo Caixa Preta.

— Recebemos o Prêmio Nelson Rodrigues, pela produção do espetáculo “Entrevista com Phedra”.

— Angela Coelho da Fonseca  e Maria Adelaide Amaral passam a integrar o conselho da Adaap.

— Retomada do blog Terras de Cabral.

— Estreia de “Baderna Planet”, escrita por mim e pelo Rodolfo García Vázquez.

— “Todos os Sonhos do Mundo” é apresentada na cidade do Porto, em Portugal.

— Em parceria entre a Escola Superior Artística do Porto e SP Escola de Teatro, participo do colóquio “Arte Inclusiva. Quem inclui quem?”, na cidade do Porto, em Portugal.

 

NOVEMBRO

— “Todos os Sonhos do Mundo” é apresentada nas cidades do Mindelo e da Praia, em Cabo Verde, dentro do Festival Mindelact.

— “Todos os Sonhos do Mundo” se apresenta no Festival Satyrianas e, em seguida, faz temporada no Espaço dos Satyros, em São Paulo.

— Edição do colóquio “Arte Inclusiva. Quem inclui quem?” em São Paulo, parceria entre a Escola Superior Artística do Porto e SP Escola de Teatro.

— O texto “Anna, Você Pode Ficar”, escrito por mim e Rodolfo Garcia, é apresentado no Festival Satyrianas, trazendo no elenco as atrizes Ulrika Malmgren, Katta Pålsson, Patricia Pillar e Luiza Pinto.

— Nosso festival Satyrianas apresenta mais de 500 atrações, com artistas de 15 países.

— Eu e Rodolfo García escrevemos o texto “Uma Peça para Salvar o Mundo”.

 

DEZEMBRO

— Prêmio Arcanjo de Cultura, no Municipal: Prêmio Especial para Os Satyros, “pelos 30 anos de uma das mais emblemáticas companhias de teatro do Brasil, sempre em diálogo com a efervescência da vida ao seu redor”; e indicação para Eduardo Chagas, “pela potente trajetória nos palcos do Brasil e do mundo com a Cia. de Teatro Os Satyros”.

— A Adaap – Associação dos Artistas Amigos da Praça, que administra o projeto da SP Escola de Teatro, também recebe o Prêmio Arcanjo de Cultural, categoria especial, “pelo desenvolvimento pedagógico inovador e inclusivo da SP Escola de Teatro e da MT Escola de Teatro”.

— Marcia Daylin é indicada ao Prêmio Aplauso Brasil por “Entrevista com Phedra”.

 

• Foto em destaque: equipe da SP Escola de Teatro, por André Stefano

Ator, roteirista e cineasta. Co-fundador da Cia. Os Satyros e diretor executivo da SP Escola de Teatro.
Post criado 795

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo