MINHA OPINIÃO – DELICADO, “A PRIMEIRA PESSOA” RETRATA O COTIDIANO EM HISTÓRIAS SURPREENDENTES

“A Primeira Pessoa”, uma coleção de doze contos – a maioria escritos em primeira pessoa –, da escocesa Ali Smith, é uma obra sofisticada.

Identidade, medo, música e amor são temas recorrentes que, com naturalidade e fluidez indiscutíveis, traz personagens familiares, profundamente humanos e, na maioria das vezes, comuns; quase sempre em crise.

Delicado, o livro retrata o cotidiano em histórias muitas vezes surpreendentes.

Num dos melhores momentos da obra, no conto “A Criança”, a  narradora vai ao supermercado na folga do almoço para fazer a feira da semana quando se depara com um bebê que surge, misteriosamente, em seu carrinho de compras. Embora insista em dizer que a criança não tem parentesco com ela, tudo ali parece indicar o contrário.

Em outro momento do livro, “N’água”, a narradora de 40 e tais anos se encontra com o seu eu de 14 anos. O encontro das duas é de uma genialidade que primeiro enternece, depois faz pensar.

Também dramaturga, Ali Smith é hoje um dos grandes nomes da literatura mundial. O jornal The Guardian afirmou que a autora está entre os escritores ingleses mais originais dos últimos quinze anos.

Mas é o jornal The Independent quem melhor define o livro: “É difícil explicar o que faz destes contos tão maravilhosos. Talvez seja mais útil simplesmente dizer: leia-os.”

***

TRECHO:

Se chover hoje à noite a madeira não vai empenar imediatamente. Mas se a gente deixar a mesa ali fora a céu aberto muito tempo, vai rachar. Vai rasgar. Vai manchar. Vai ficar cheia de pequenos rastos nos pontos onde as vespas e outros bichos roeram para pegar material para os ninhos. As pernas da mesa vão afundar na grama, a grama vai subir e se enroscar nas pernas. As trepadeiras vão encontrar a mesa. O calor e o frio vão acabar com ela. O verde vai engoli-la, vai morrer e brotar de novo em volta dela, deixá-la velha, estragada, ressequida.

Clique aqui e leia “Um Conto Real”, trecho do livro “A Primeira Pessoa”.

“A PRIMEIRA PESSOA”, ALI SMITH
Companhia das Letras

Ator, roteirista e cineasta. Co-fundador da Cia. Os Satyros e diretor executivo da SP Escola de Teatro.
Post criado 773

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo