Mostra Internacional de Cinema de SP

http://www.brasil.gov.br/cultura/2014/10/Mostra-internacional-de-cinema-de-sp-comeca-nesta-sexta-17

por Portal Brasil

 

Nesta sexta-feira (17), começa a 38ª edição da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, festival de cinema que vai até o dia 29 deste mês. A mostra criada no ano de 1977 exibirá mais de 330 títulos de diversos países em cerca de 29 espaços da capital paulista, entre salas de cinemas, espaços culturais e museus.

Somente a Mostra Brasil exibirá, no total, 50 longas-metragens nacionais –35 deles, inéditos em São Paulo – distribuídos entre as seções Retrospectiva, Perspectiva Internacional, Competição Novos Diretores e em sessões especiais; além de dois programas de curtas-metragens. Entre os longas, o público da mostra poderá assistir a produções premiadas como “Ausência”, de Chico Teixeira; “Boa sorte”, de Carolina Jabor; “Branco sai preto fica”, de Adirley Queirós; “O segredo dos diamantes”, de Helvécio Ratton; “Sangue Azul”, de Lírio Ferreira, vencedor do Festival do Rio; e “Sinfonia da necrópole”, de Juliana Rojas, que será exibido em sessão seguida de debate.

A Competição Novos Diretores, dedicada a revelar o olhar de novos diretores ainda desconhecidos do público, em seus primeiros ou segundos longas, terá três filmes nacionais inéditos: “A viagem de Yoani”, de Peppe Siffredi e Raphael Bottino, “Hipóteses para o amor e a verdade”, de Rodolfo Vásquez Garcia, e “Yorimatã”, de Rafael Saar, concorrem ao Troféu Bandeira Paulista de Melhor Filme, concedido pelo Júri Internacional. Já o Troféu Bandeira Paulista de Melhor Filme Brasileiro será concedido aos melhores filmes nacionais, segundo o público, da Competição Novos Diretores e da seção Perspectiva Internacional.

Foco Espanha

Nesta edição, a mostra, que sempre destaca a cinematografia de um determinado país, terá seu foco sobre a Espanha. O cineasta Pedro Almodóvar será o grande homenageado do festival, com a exibição de 15 de seus filmes – entre eles, os clássicos “Mulheres à beira de um ataque de nervos” e “Maus hábitos”, e os recentes “A pele que habito” e “Amores passageiros”. Além de Almodóvar, a mostra contará também com uma retrospectiva de Víctor Erice e uma exposição fotográfica do cineasta Luis Buñuel. A exposição tem entrada franca e permanece até o dia 1º de novembro, na Cinemateca Brasileira.

Fonte:
Agência Nacional do Cinema

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.